domingo, 8 de fevereiro de 2009

Flex - Por onde começar?

Bom, antes de começar os estudos, sempre é bom dar uma olhada em algumas aplicações prontas, pra ter noção do que se pode fazer. No post "Demonstração", separei alguns links bem interessantes, demonstrando um pouco do potencial do Flex.

Feito isso, vamos ao que interessa! Aprender Flex vai exigir inicialmente um pouco leitura de teoria e de estudo de exemplos, para pegar um certo embasamento e observar algumas boas práticas e peculiaridades do framework - para isso basta só vontade, já que existe uma vasta quantidade de material disponível na Web.

Além disso, como já é de se esperar, vai ser importante colocar em prática os novos aprendizados ("se aprende a programar programando"). Para isso, basta instalar o SDK do Flex (software development kit ou standard development kit) , programar em qualquer editor de texto e compilar o código através de linha de comando. Mas como essa não é a forma mais amigável e rápida de se programar, isso poderia ser um obstáculo a mais para os iniciantes. Dessa forma, utilizar uma boa IDE, como o Flex Builder, ajudará bastante. No post "Preparando o ambiente", é mostrado como instalar essa ferramenta da Adobe.

Com o ambiente disponível, é hora de começar os estudos. Existe muito material sobre Flex na Web, então é bom começar com fontes mais formais, como livros ou os materiais oficiais da Adobe, para pegar uma boa base e aprender as melhores práticas (depois que se aprende a programar de forma errada, é muito difícil mudar alguns vícios... digo isso por experiência própria!).


Materiais para Estudo

Um material oficial, de excelente qualidade, que serve como referência geral para os desenvolvedores, é o Flex 3 Developer's Guide (a versão em pdf pode ser baixada aqui). No Adobe Flex Resources estão esse e muitos outros materiais oficiais da Adobe - vale a pena dar uma olhada.

Para quem tem dificuldades com a língua inglesa, uma boa opção é o livro digital "Adobe Flex a Partir do Zero" (escrito em português de portugal).

Além disso, um link interessante pra se ter em mãos, principalmente pra quem está começando, é o Adobe Flex 3 Component Explorer. Ao selecionar um componente na árvore do lado esquerdo, é possível visualizar um exemplo funcional e o código correspondente.

Outra página muito útil é o Flex Examples. Como o próprio nome já diz, é um site repleto de exemplos de código Flex - incluindo desde coisas simples, como mudar a cor de fundo de um componente, ou mudar as características da sua borda, à coisas mais complexas.

Dica: Outros materiais, também em português, que vale a pena dar uma olhada, são alguns tutoriais do Mário Júnior sobre Action Script 3 (a linguagem de programação utilizada no Flex): "Tutorial Action Script 3 Parte I - O Livro" (o pdf pode ser baixado aqui); "Tutorial Action Script 3 Parte 2 - O que foi feito" (o pdf de uma versão resumida pode ser baixado aqui); "Tutorial Classes AS3"; "Tutorial - AS3 Interfaces"; "Tutorial MVC no Flex; Entendendo a lógica".

Além desses materiais, uma fonte fundamental pra consulta por parte de qualquer desenvolvedor é o Adobe Flex Language Reference - que contém a documentação de todas as classes do framework (localização da classe dentro dos pacotes, herança, descrição da classe, propriedades, métodos, estilos, eventos, etc).


E se você tem uma boa compreensão auditiva do inglês, vale a pena dar uma olhada na série de vídeos do curso "Flex in a Week".

Também vale a pena dar uma olhada no "Flex Learning Paths", que contém material para o aprendizado de Flex dividido em quatro categorias, baseando-se no perfil do interessado: Designer/Web Developer, Programmer, Manager e Architect.

E, pra finalizar, vale também ficar atento nos artigos e tutoriais que aparecem no "Flex Developer Center" e nas dicas rápidas que aparecem no "Flex cookbook".

Dica: É interessante também participar das listas de discussão sobre Flex - flexdev e Flex-Brasil (em português); flexcoders (em inglês) - e do Forum FlexBrasil.

Quanto a este blog, marcarei com a tag "flex-basics" as teorias de base do framework - aquelas que todo desenvolvedor Flex deveria conhecer.

É isso! Com certeza muitas dúvidas vão surgir - a maioria se consegue resolver através de uma pesquisa básica no Google... ;). Mas, com o tempo, vai se pegando os macetes do framework e a quantidade de dúvidas tende a diminuir - a maioria vai se resumir a questões específicas de alguns componentes.

Now, the sky is the limit... Bons estudos! =)

Nenhum comentário: